Antônio Moniz Barreiros

Identificador: 
P-1752
Nome: 
Antônio
Sobrenomes: 
Moniz Barreiros
Assunto: 
Gênero: 
Masculino
Observações: 

Frei Vicente: "...Sua Majestade (Felipe IV de Espanha) tinha dado a provedoria-mor de sua fazenda a Antônio Barreiros por seis anos, com condição que se dentro neles fizesse dois engenhos de açúcar no Maranhão", p. 191.

Francisco Solano Constancio: "obrigando-se elle a estabelecer fabricas de refinação do assucar no Maranhão. Para facilitar a execução déste projecto exigio Barreiros que fosse nomeado seu filho governador de S. Luiz". "Rico habitante de Pernambuco". p. 233

Según Frei Vicente: "Antônio Moniz Barreiros no Maranhão lhe deu [A Luis de Aranha para su expedición por el norte del Río Amazonas de 1623] lhe deu quinze soldados, em que entrava um flamengo chamado Nicolau, que os índios haviam tomado no Pará saindo-se de um forte que os holandeses lá tinham, com outros dois, e sete negros de Guiné, a uma roça a plantar tabaco, e era prático naquele grande Rio". 

 

Relacionado a:
PersonagensRelaçãoPersonagensOperações
Antônio Moniz BarreirosPolítica → DesconocidaDiogo de Mendonça FurtadoVer Diogo de Mendonça Furtado
Antônio Moniz BarreirosFamiliar → PadreAntônio Moniz Barreiros (filho)Ver Antônio Moniz Barreiros (filho)
Antônio Moniz BarreirosPolítica → DesconocidaLuis Aranha de VasconcelosVer Luis Aranha de Vasconcelos
Política
Militar
Profesional
Familiar
Comercial
Social
Referencias Bibliográficas
Como citar este verbete: 
"Antônio Moniz Barreiros". In: Base de Dados BRASILHIS: Redes pessoais e circulação no Brasil durante o periodo da Monarquia Hispânica (1580-1640). Disponível em: https://brasilhis.usal.es/pt-br/node/1612. Data de acesso: 01/02/2023.