Paulo da Costa, SJ

Identificador: 
P-5270
Nome: 
Paulo
Sobrenomes: 
da Costa, SJ
Assunto: 
Gênero: 
Masculino
Data de nascimento: 
1594
Lugar de nascimento: 
Alenquer
Data de falecimento: 
30/12/1649
Lugar de falecimento: 
Lisboa
Cristão novo: 
No
Observações: 

Jesuíta. "Professor e Administrador. Nasceu pelo ano de 1594 em Alenquer, Arcebispado de Lisboa. Entrou na Companhia na Bahia, em 1612, com 18 anos de idade, e já tinha estudado dois anos Gramática. Esta idade e naturalidade constam do Catálogo de 1613. Os Catálogos seguintes (1614, 1616, 1617, 1619), vão dando os passos dos seus estudos até 1621, em que dava no terceiro ano do Curso de Artes. Não há Catálogos até 1631 (depois da tomada e recuperação da Bahia em 1624-1625); e nele Paulo da Costa, Mestre em Artes, já aparece Sacerdote, e Professor de Filosofia no Colégio da Bahia, Pregador e conhecedor da língua brasílica e com indicação de ser natural do Rio de Janeiro. Entre os discípulos, que teve neste Curso de Filosofia, lemos os nomes de Francisco de Avelar e António Vieira. Em 1646 diz-se que o P. Paulo da Costa tem 50 anos, entrou em 1617, ensinou Letras Humanas, Filosofia e Teologia, e é Pregador e Procurador em Portugal. E com a mesma indicação de ser do Rio de Janeiro. Mas o ano de 1617, em vez de 1612, é lapso de cópia. Quanto à naturalidade, ou é realmente o Rio e se daria a princípio a naturalidade dos pais para facilitar a entrada na Companhia como filho do Reino; ou se é Alenquer, ocorre-nos que na tomada da Bahia pelos Holandeses, se perdesse o livro das entradas no Noviciado, e ele, interrogado, dissesse que era do Rio, onde se tivesse criado desde tenra idade, ou o organizador do Catálogo assim o julgasse. Certo é que se trata de uma e a mesma pessoa. Não confundir com outro P. Paulo da Costa, do Rio de Janeiro, mas entrado na Companhia em 1636, e que também foi Professor de Filosofia e Teologia, Mestre de Noviços e Procurador em Lisboa desde 1659, em cujo cargo faleceu no ano de 1663. Nomes e ocupações tão iguais, que por isso se faz aqui a dupla menção. Nos Catálogos distinguem-se com a notação de Senior e Junior. O P. Paulo de Costa, Senior, este de que aqui se trata, entrado na Companhia em 1612, era procurador do Brasil em Lisboa ao dar-se a Restauração de Portugal e foi na primeira embaixada que D. João IV enviou ao Principado da Catalunha em 1641, composta dos Padres Inácio Mascarenhas e ele. Embaixada cheia de perigos e coroada de êxito. Faleceu em Lisboa, antes de 30 de dezembro de 1649." Fonte: Leite, Serafim. História da Companhia de Jesus no Brasil (Tomo VIII - Escritores de A a M). Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1949, v. 8, p. 181.

Cargo ou Função:
Id ATLASCargo ou FunçãoLugarDescrição do LocalDesdeAté
40619Ingresso na Companhia de JesusCidade de Salvador da Bahia1612
Referencias Bibliográficas
Como citar este verbete: 
"Paulo da Costa, SJ". In: Base de Dados BRASILHIS: Redes pessoais e circulação no Brasil durante o periodo da Monarquia Hispânica (1580-1640). Disponível em: https://brasilhis.usal.es/pt-br/personaje/paulo-da-costa-sj. Data de acesso: 09/02/2023.