Frutuoso Alvarez

Identificador: 
P-6033
Nome: 
Frutuoso
Sobrenomes: 
Alvarez
Assunto: 
Gênero: 
Masculino
Lugar de nascimento: 
Braga
Observações: 

Confissao em 29 de julho de 1591 de Fruituoso Alvarez, vigário de Matuim. Confessou havia quinze anos que vivia na Capitania da Bahia de Todos os Santos e que desde esta data vinha comentendo "torpeza dos tocamentos desonestos com algumas quarenta pessoas pouco mais ou menos, abraçando, beijando, a saber". Cita alguns: Cristovao de Aguyar, mancebo de dezoito anos, filho de Pero d'Aguiar e morador na sua frequesia; Antonio, moço de dezessete anos, criado ou sobrinho de um mercador que mora na cidade e que chama Foam de Sequeyra; um mancebo castelhano que chama de Medina, de dezoito anos, morador na ilha da Maré, feitor do mestre de capela da cidade; em especial, cita a Geronimo que na ocasiao tinha doze ou treze anos (por volta de 1588 ou 1589), que era irmao do conego Manoel Viegas.
Afirmava que era cristao velho "de todos os costados" e natural de Braga, filho de JanaIuarez pichaleiro e de Maria Gonçalvez, já defuntos. Havia cometido o pecado da sodomia na cidade de Braga havia vinte e tantos anos: cita a Francisco Dias, estudante, filho de Aires Dias, serralheiro.
Havia sido degredado para galés e sem cumprir o dito degredo foi para Cabo Verde, onde também foi acusado dos mesmos "tocamentos". Foi sentenciado e condenado em degredo para sempre para o Brasil.
No Brasil havia sido acusado pelo mesmo pecado que havia cometido com Diogo Martinz, casado com a padeira Pinhera. E que havia sido acusado na Bahia por quatro ou cinco testemunhas, entre elas: Antonio Alvarez e Manuel Alvarez (irmaos) que eram mestres de acucar (páginas 23 a 27).

Referencias Bibliográficas
Como citar este verbete: 
"Frutuoso Alvarez". In: Base de Dados BRASILHIS: Redes pessoais e circulação no Brasil durante o periodo da Monarquia Hispânica (1580-1640). Disponível em: https://brasilhis.usal.es/pt-br/personaje/frutuoso-alvarez. Data de acesso: 29/05/2024.