Santidade de Jaguaripe

Identificador: 
RE-106
Tipo: 
Lugar: 
Recôncavo bahiano
Fecha Inicial: 
1585
Fecha Final: 
1585
Observaciones: 

O primeiro líder religioso foi um indígena, António, ex-aluno dos padres jesuítas do colégio de Tinharé, Ilhéus. Caraíba, conhecedor da cosmologia Tupinambá. Dizia-se sobrevivente de um dilúvio e se autodenominava Tamanduaré, de Tamendonare, um dos gêmeos que sobreviveu à grande inundação, um dos principais ancestrais dos Tupinambá (VAINFAS, 1995). Parte deste movimento foi para o engenho do Jaguaripe, atraídos por uma oferta feita pelo senhor Fernão Cabral de Taíde. De 60 a 80 indígenas seguiram sob a liderança de Mãe de Deus e Santinho. Construíram uma igreja e aumentaram seu rebanho, que incluiu "negros da Guiné" e brancos. Na repressão ao movimento, considerado herético, a igreja foi destruída, os índios expulsos e o senhor de engenho punido, o movimento também foi devassado pelo Tribunal do Santo Ofício, entre 1591 e 1592.

Cómo citar esta entrada: 
Bonciani, Rodrigo F.. "Santidade de Jaguaripe". En: BRASILHIS Database: Redes personales y circulación en Brasil durante la Monarquía Hispánica, 1580-1640. Disponible en: https://brasilhis.usal.es/es/religiosidad/santidade-de-jaguaripe. Fecha de acceso: 09/12/2022.