Mosteiro Beneditino de São Bento da Bahia

Identificador: 
RE-42
Tipo: 
Lugar: 
Cidade de Salvador da Bahia
Fecha Inicial: 
1581
Mosteiro Beneditino de São Bento da Bahia
Observaciones: 

Padroeiro(a): São Bento

Localização atual: Salvador (BA)

Fundação: 1581

Primeiro Mosteiro Beneditino nas Américas e fora da Europa.

"A Ordem Beneditina se estabeleceu oficialmente no Brasil em 1581/1582, na Cidade de Salvador, na Bahia, sendo o primeiro Mosteiro Beneditino nas Américas e fora da Europa. Para tal empreendimento, foi enviado pela Congregação Portuguesa um grupo composto por nove monges pioneiros chefiado pelo Padre Fr. Antônio Ventura do Latrão. Segundo o Livro Dietário do Mosteiro, além de Fr. Latrão, o grupo era composto pelos seguintes monges: Fr. Pedro de S. Bento Ferraz, Fr. João Porcalho, Fr. Plácido da Esperança, Fr. Manuel de Mesquita, Fr. José, Fr. Francisco, Corista e Subdiácono e dois irmãos donatos; Fr. João e Fr. Bento. Três anos após, no Capítulo Geral da Congregação de Portugal o Mosteiro foi elevado a Abadia e Fr. António Ventura do Latrão tornou-se seu primeiro Abade, sendo considerada Cabeça da Província Brasileira. Alguns monges beneditinos antecederam a este grupo fundador em missões especiais nas Terras de Santa Cruz, especificamente em pregação evangélica."

CECILIO, Handel (2014). A arte organística nos Mosteiros Beneditinos do Brasil Colonial e Imperial: Seus órgãos, organistas e organeiros [Tesis de doctorado]. Campinas: Unicamp.

------

"Passando mais avante com o rosto ao sul, no outro arrabalde da cidade, em um alto e campo largo, está situado um mosteiro de São Bento, com sua claustra, e largas oficinas, e seus dormitórios, onde se agasalham vinte religiosos que naquele mosteiro há, os quais têm sua cerca e horta com uma ribeira de água, que lhe nasce dentro, que é a que rodeia toda a cidade, como fica atrás dito. Esse mosteiro de São Bento é muito pobre, o qual se mantém de esmolas que pedem os frades pelas fazendas dos moradores, e não tem nenhuma renda de Sua Majestade, em quem será bem empregada, pelas necessidades que tem, cujos religiosos vivem santa e honesta vida, dando de si grande exemplo, e estão benquistos e mui bem recebidos do povo, os quais haverá três anos que foram a esta cidade, com licença de Sua Majestade fundar este mosteiro, que lhes os moradores dela fizeram à sua custa, com grande fervor e alvoroço."

SOUSA, Gabriel Soares de, Tratado Descriptivo do Brasil em 1587

 

 

Cómo citar esta entrada: 
SATLER, Fabiano Aguilar. "Mosteiro Beneditino de São Bento da Bahia". En: BRASILHIS Database: Redes personales y circulación en Brasil durante la Monarquía Hispánica, 1580-1640. Disponible en: https://brasilhis.usal.es/es/religiosidad/mosteiro-beneditino-de-sao-bento-da-bahia. Fecha de acceso: 17/05/2022.