JABOATÃO, Antonio de Santa Maria, Orbe Serafico Novo Brasilico, descoberto, estabelecido, e cultivado a influxos da nova luz de Italia, estrella brilhante de Hespanha, Luzido Sol de Padua, Astro Mayor do Ceo de Francisco, o Thaumaturgo Portuguez S.to Antonio, a quem vay consagrado como Theatro glorioso, e Parte Primeira da Chronica dos Frades Menores da mais Estreita, e Regular Observancia da Provincia do Brasil

Identificador: 
RB-1258
Autor: 
JABOATÃO, Antonio de Santa Maria
Título: 
Orbe Serafico Novo Brasilico, descoberto, estabelecido, e cultivado a influxos da nova luz de Italia, estrella brilhante de Hespanha, Luzido Sol de Padua, Astro Mayor do Ceo de Francisco, o Thaumaturgo Portuguez S.to Antonio, a quem vay consagrado como Theatro glorioso, e Parte Primeira da Chronica dos Frades Menores da mais Estreita, e Regular Observancia da Provincia do Brasil
Tipo: 
Datos de publicación: 
JABOATÃO, Antonio de Santa Maria. Orbe Serafico Novo Brasilico, descoberto, estabelecido, e cultivado a influxos da nova luz de Italia, estrella brilhante de Hespanha, Luzido Sol de Padua, Astro Mayor do Ceo de Francisco, o Thaumaturgo Portuguez S.to Antonio, a quem vay consagrado como Theatro glorioso, e Parte Primeira da Chronica dos Frades Menores da mais Estreita, e Regular Observancia da Provincia do Brasil  / por Fr. Antonio de Santa Maria Jaboatam &c. Lisboa: : Na Officina de Antonio Vicente da Silva. http://catalogo.bnportugal.gov.pt/ipac20/ipac.jsp?session=16062V86752TM.12478&menu=search&aspect=subtab11&npp=20&ipp=20&spp=20&profile=bn&ri=&term=Orbe+seraphico&index=.GW&x=0&y=0&aspect=subtab11
 
 
 
Asunto: 
Observaciones: 
Há duas impressões desta obra. A primeira parte da obra foi publicada originalmente em 1761, em Lisboa. Não se conhecem apógrafos desta parte. Depois da impressão, Jaboatão regressou a Salvador e deu início à redação da segunda parte, cujos manuscritos se conservaram no Convento franciscano de Salvador da Bahia, até que foram doados/adquiridos pelo Instituto Histórico Geográfico Brasileiro, no final do Império. Tal transferência ocorreu, provavelmente, no contexto da decadência das Ordens religiosas nesta fase. Com base na publicação de 1761 (primeira parte) e no manuscrito da segunda parte, o IHGB publicou a totalidade da obra, dividida em cinco volumes, entre 1858 e 1862, assim divididos: PRIMEIRA PARTE: Vol. 1 (1858) Vol. 2 (1858) SEGUNDA PARTE: Vol. 3 (1859) Vol. 4 (1861) Vol. 5 (1862) Esta segunda parte em 3 volumes contém anotações do Dr. Joaquim C. Fernandes Pinheiro. Inocêncio diz que a 1. ed. de 1761 veio quase toda para o Brasil e que, em 1840, ainda havia caixões com exemplares no convento de São Francisco, em Pernambuco, mas que nessa época, no Rio de Janeiro, a obra já era considerada rara. [...] No catálogo de raridades nº 250, da Livraria Kosmos, s.d., esta edição está cotada em Cr$9.900,00 antigos.
Personajes referenciados:
Total: 103
Personajes introducidos a partir de esta obra
Pedro da Cruz, OFM
Jerônimo do Porto, OFM
João de S. Miguel, OFM
Antônio de S. Boaventura, OFM
Francisco da Cruz, OFM
Francisco de S. Boaventura, OFM
Antônio dos Mártires, OFM
Manuel da Cruz, OFM
Afonso de S. Maria, OFM
Francisco dos Santos, OFM
Melchior de S. Catarina, OFM
Cosma de Albuquerque
Isabel de Albuquerque
Maria da Rosa
Filipa de Albuquerque
Jorge Gonçalves
Antônio Nunes
Gaspar Nunes Leitão
Lúcio Martins
Francisco da Conceição, OFM
Francisco do Desterro, OFM
Jácome da Purificação, OFM
Daniel de S. Francisco, OFM
Manuel da Conceição, OFM
João de Braga, OFM
Manuel Batista de Óbidos, OFM
Cosme de S. Damião, OFM
Pantaleão Batista, OFM
Jerônimo Rogeiro
Pedro Borges Pacheco
Amaro Machado Borges
Antônio Correa (padre)
João de Araújo
Francisco Rodrigues Dousim
Domingos João
Baltasar de Aragão
Nicolau de Andrade
Antônio Álvares Silva
João Velho Godinho
Francisco Fernandes
Nicolau Aranha
Antônio Simão de Castro
Antônio de Sousa de Andrade
Paulo Antunes Ferreira
Paulo de Barros
Diogo de Aragão Pereira
Manuel da Silva
Rafael Soares da França
Manuel Cardoso (padre)
Manuel da Maia
Francisco de Castro
Manuel de Morgado
Antônio Camelo
Melchior da Fonseca
Francisco Soares Correa (cônego)
Bernardo da Anunciação, OFM
Bernardino das Neves, OFM
Antônio da Purificação, OFM
André de S. Francisco, OFM
João do Deserto, OFM
Simão das Chagas, OFM
João da Luz, OFM
Gaspar de S. Lourenço, OFM
Antônio da Cruz, OFM
Pantaleão de S. Catarina, OFM
Luís de S. André, OFM
Manuel dos Anjos, OFM
Manuel do Espírito Santo, OFM
Álvaro de S. Maria, OFM
Boaventura de S. Tomás, OFM
Antônio dos Anjos, OFM
Antônio da Ilha, OFM
Sebastião do Espírito Santo, OFM
João Batista, OFM
Rafael de S. Boaventura, OFM
João da Assunção, OFM
Bernardino de Santiago, OFM
Antônio do Calvário, OFM
Francisco de S. Antônio, OFM
Antônio da Madre de Deus, OFM
Vicente do Salvador, OFM (Vicente Rodrigues Palha)
Estêvão dos Anjos, OFM
Domingos de S. Boaventura, OFM
Melchior de S. Madalena, OFM
Francisco dos Anjos, OFM
Tomás de S. Boaventura, OFM
Baltazar de S. Antônio, OFM
Manuel dos Mártires, OFM
Boaventura da Assunção, OFM
Manuel de Portalegre, OFM
Bento de S. Catarina, OFM
Francisco das Neves, OFM
Manoel de S. Maria, OFM
Simão de S. Antônio, OFM
Antônio de Braga, OFM
Manoel de Cristo, OFM
Paulo de S. Catarina, OFM
Antonio da Estrella, OFM
Leonardo de Jesus, OFM
Braz de S. Jerônimo, OFM
Antônio da Merciana/de Merceana, OFM
Francisco do Rosário, OFM
Antonio de Campo Maior, OFM