Enformassão da Capitania dos ilheos dada por An.to Simõis procurador do snr. Dom João de Castro, Snr. Dela

Identifier: 
MA-557
Type: 
Author: 
Antonio Simões
Author's Birth Place: 
Aveiro
Lengua: 
Português
Place of Writing: 
Capitania dos Ilhéus
Date of Writting: 
06/12/1626
Biblioteca / Archivo: 
Biblioteca da Ajuda, Lisboa, códice 54-XI-26, fls. 1-7.
Category / Subcategory: 
Paratext: 
No
Observations: 

O texto manuscrito, que se encontra na Biblioteca da Ajuda, em Lisboa, é classificado como 54-XI-26. Trata-se de um documento informativo sobre a Capitania de Ilhéus redigido por Antonio Simões procurador do senhor Dom João de Castro. Foi publicado por MAGALHÃES, Pablo A. Iglesias; BRITO, Rosara. L. . A Gema do Brasil: A Capitania de Ilhéus em um manuscrito de 1626. Revista do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, v. 110, p. 49-76, 2014. O manuscrito é composto por sete fólios enumerados pelo escriptor contendo mancha escrita no recto e no verso em cada um deles, exceto no último, que foi escrito somente no recto. O scriptor apresenta uma escrita que pode ser considerada elementar. Há irregularidade na construção do texto como um todo. Não existe, por exemplo, um padrão de separação das palavras, muitas vezes, os artigos, as palavras e as preposições são escritas unidas. A seguir algumas das características mais marcantes da sua escrita: - cada fólio tem, em média, 30 linhas escritas; - alguns dos parágrafos são enumerados pelo scriptor pelos caráter de listagem das informações, são um total de 33 itens; - as letras são um pouco inclinadas para a direita, a letra não é bem defina, tampouco desenhada; - é constante o uso de letras maiúsculas em todo o texto no meio do parágrafo e no meio das palavras, em especial o [e], [r] e [c], contudo, sem indicação de padrão; - a nasalidade é, em alguns momentos, marcada com [~] e, em outros, por [n]; - o til do ditongo nasal [ão] se encontra, na maioria das vezes, sobre a segunda vogal, por exemplo: - observa-se o uso constante do [i] e [s] longos; - é usual o [i] substituir o [j], bem como [j] o [g], por exemplo: [jente] no fólio 01 recto; - o [u] é usado, frequentemente, para representar o [v], como em [pouasão] no fólio 01r. - o [que], embora apareça escrito algumas vezes, é, na maioria das ocorrências, abreviado por suspensão: [q’]; - constata-se a presença de abreviaturas por supressão e suspensão, como no caso da palavra [Engenho], que no fólio 02 recto está grafado como [Eng.°] - [um], [uma] e [é] são grafados com [h]: [hu'], [huã] e [he];

How to quote this entry: 
Magalhães, Pablo. "Enformassão da Capitania dos ilheos dada por An.to Simõis procurador do snr. Dom João de Castro, Snr. Dela". In: BRASILHIS Database: Personal Networks and Circulation in Brazil during the Hispanic Monarchy (1580-1640). Available in: https://brasilhis.usal.es/en/node/12884. Retrived on 22/02/2024.