Dierick, Diederick Ruiters (Ruyters), “Mãozinha”, Francisco de Lucena

Identificador: 
P-452
Nombre: 
Dierick, Diederick
Apellidos: 
Ruiters (Ruyters), “Mãozinha”, Francisco de Lucena
Género: 
Masculino
Observaciones: 

Dierick Ruiters foi um marujo neerlandês que viajou e descreveu as costas da África e do Brasil. Sabe-se pouco de sua juventude, mas pelas suas descrições, conhecia bem a costa entre Senegal e Angola, por onde esteve na década de 1610. Em 1617 ele esteve por Sergipe e, no ano seguinte, foi capturado pelos portugueses no Rio de Janeiro, sendo conduzido para Pernambuco. Ele conseguiu escapar e retornar aos Países Baixos, onde escreveu e publicou, no ano de 1623, Toortse der Zee-Vaart (Tocha da Navegação), que continha a descrição do litoral brasileiro visitado por ele e o litoral da Guiné e Angola. O livro que, aparentemente, serviria de guia aos neerlandeses que atacaram a Bahia e Pernambuco em anos posteriores. (MELLO, 2010, p. 37; KLOOSTER, 2016: pp. 19-20, 220; MIRANDA, 2016: 171)

El autor frei Jaboatão llama a Ruiters por el apodo de “Mãozinha”. Menciona además que la amenaza naval holandesa era continua en la época, y pone como ejemplo que Dierick Ruiters (o Francisco de Lucena) atacó con dos navíos la villa de Cairú en 1628. (MAGALHÃES, 2016: 98)

Universidad de Salamanca
Ministerio de Economía y Competitividad
Datos cartográficos de Atlas Digital da América Lusa