João Gutierres Valério

Identificador: 
P-1550
Name: 
João Gutierres
Surname(s): 
Valério
Subject: 
Gender: 
Masculino
Observations: 

Em carta de 1578 à sua irmã, Paulo Dias de Novais (governador de Angola) declara em tom otimista “tenho entre mãos o maior mundo que pode ser” para, em seguida, falar de um procurador que enviara ao Rio de Janeiro, chamado João Gutierres, que lhe abriria um negócio que seria de muito mais importância do que aquele “que foi de Mem de Sá e de meu primo”.1 As famílias Sá e Novais pareciam fazer negócios há algum tempo quando, no dia 3 de abril de 1579, João Gutierres Valério, “em nome do Sr. Paulos Dias de Novais, Governador das partes d’Angola”, arrendou um engenho dos jesuítas, representados pelo provincial José de Anchieta, por dezoito anos, dando continuidade a um negócio feito entre os inacianos, Gaspar Sardinha e o governador do Rio de Janeiro, Salvador Correia de Sá, o velho. António Casado, em carta a António Dias de Novais, pai de Paulo Dias, diz que a “terra toda murmura, que ele como há de conquistar Angola se se mete com engenhos no Brasil”.2 Paulo Dias também arrendou engenhos em São Tomé.3 Dois meses depois, João Gutierres vendia para os inacianos umas casas em frente ao colégio no Rio de Janeiro e “confessou ter já recebido dos ditos padres e que deles lhe não ficavam a dever coisa alguma”.4 Em 1583, João Gutierres Valério estabeleceu um asiento para introdução de escravos africanos com Salvador Correia de Sá, que lhe arrendou a ilha das Cobras, daí as peças também seguiam para o rio da Prata, abrindo o comércio regular entre as duas regiões.5

1 MMA, IV: 300-301.

2 MMA, IV: 311.

3 MMA, IV: “Inquirição sobre o arrendamento de Paulo Dias de Novais” (16/12/1580-31/1/1581), 323-334.

4 ABNRJ, 82 (2) (1962): 116-118 e 130-131.

5 João Francisco de Souza, “Documentos inéditos, relativos ao Rio de Janeiro”, Revista de História XXVI (1965): 434. Nei Lopes, Enciclopédia brasileira da diáspora africana (São Paulo: Selo Negro, 2011), verbete “Rio de Janeiro”.

Universidad de Salamanca
Ministerio de Economía y Competitividad
Datos cartográficos de Atlas Digital da América Lusa